Coordenador de projeto social é preso por suspeita de estupro em terreiro de umbanda no Amapá

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Polícia Civil do Amapá cumpriu um mandado de prisão na noite de sexta-feira (28), em Macapá (AP), contra um coordenador de um projeto social. Ele foi investigado pelo crime de estupro de vulnerável contra dois adolescentes, um de 13 e outro de 14 anos.

O suspeito foi preso no HE (Hospital de Emergência) durante visita a um paciente. A investigação iniciou há cerca de dois meses quando foram feitas denúncias pelo Conselho Tutelar de Ferreira Gomes, município a 134 km da capital, que colheu as informações das vítimas na escola.

De acordo com o delegado Felipe Rodrigues, o homem de 25 anos aliciava as vítimas há cerca de um ano e cometia os abusos sexuais em um terreiro de umbanda, onde também exercia a função de pai de santo, em Ferreira Gomes.

Para a polícia, o suspeito utilizava influência de seus cargos de liderança nos projetos sociais esportivo e do religioso para induzir os garotos a praticarem o ato sexual no município do interior, que possui um pouco mais de 6 mil habitantes.

“Ele [o suspeito] tinha muito contato com crianças e adolescentes através do projeto social. Conseguimos identificar duas vítimas que eram aliciadas para manter relações sexuais com ele. Possivelmente ainda tem mais vítimas”, afirmou o delegado.

A Polícia Civil disse ainda que o coordenador do projeto negou as acusações, mas teria dito que os meninos frequentavam o terreiro. O nome do suspeito não foi divulgado.

O suspeito aguarda audiência de custódia na Delegacia de Ferreira Gomes. A Polícia Civil vai continuar com as investigações para identificar a possibilidade de outras vítimas.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.