Começa a faltar insulina na rede de farmácias populares de Vitória (ES)

Foto: Elza Fiúza/ABr

Com a interrupção no fornecimento da insulina Novolin R (insulina regular) e Novolin N (insulina NPH, de ação prolongada), pelo laboratório dinamarquês Novo Nordisk, o comércio de medicamentos vinculados à rede federal de Farmácia `Popular começa apresentar falta do medicamento em Vitória (ES). Pacientes com diabetes que percorreram as farmácias Drogasil, Pacheco e Santa Lúcia não encontraram a insulina.

O alerta foi dado pelo laboratório Novo Nordisk em maio último, quando emitiu um comunicado informando que existem “desafios globais na cadeia de suprimentos de medicamentos, que afeta diretamente o abastecimento de insulinas em todo o mundo”. Com isso, assegurou que “diante deste cenário desafiador, a companhia comunica que, a partir do mês de julho, haverá indisponibilidade no fornecimento, via farmácia popular e redes de farmácias, para os medicamentos Novolin R e Novolin N”.

Motivos

O Vitória News entrou em contato com o laboratório através de sua assessoria de imprensa questionando quais são os motivos da interrupção no fornecimento, inclusive usando os números do Ministério da Saúde, que aponta 16,8 milhões de adultos com diabetes no Brasil. Mas, o Novo Nordisk optou, através de sua assessoria, reenviar o comunicado emitido em maio, sem responder aos questionamentos.

Nesse comunicado não há clareza do que ocorre com o mercado global de insulina, ao ponto de anunciar a suspensão no fornecimento. “Tendo em vista os desafios globais na cadeia de suprimentos de medicamentos, que afeta diretamente o abastecimento de insulinas em todo o mundo, a Novo Nordisk tem dedicado esforços para garantir a manutenção do tratamento aos pacientes com diabetes em mais de 170 países, incluindo o Brasil”, é a explicação dada pela empresa dinamarquesa.

Preocupação

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) se uniram no início do último mês, véspera da escassez começar a ser sentida na falta da insulina na rede de farmácias populares, para expressar preocupação. As duas entidades afirmam que “recebem com preocupação o comunicado do laboratório Novo Nordisk, de que a partir do mês de julho, haverá indisponibilidade no fornecimento, via farmácia popular e redes de farmácias. ”

Nessa mesma nota, afirmam ser fundamental que toda a classe médica, profissionais de saúde envolvidos no cuidado de pessoas que vivem com diabetes e a população estejam informados, para que os pacientes possam se planejar e recebam as orientações necessárias para a manutenção do seu tratamento e cuidado com a saúde.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.