CCXP 2023 termina com Chalamet em português, Momoa ‘gostosão’ e apresentadora pedindo menos gritaria

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Alguns dos nomes mais esperados da CCXP 2023, evento de cultura pop que reuniu astros de Hollywood em São Paulo, estavam na programação deste domingo (3). Timothée Chalamet, Zendaya, Jason Momoa, Florence Pugh e Austin Butler subiram ao palco Thunder, o principal do evento, para apresentar continuações de filmes que chegam aos cinemas em breve.

Estreia prometida para 2024, “Duna – Parte 2” foi quem angariou mais famosos no palco. O diretor Denis Villeneuve afirmou que “antes foi só um aperitivo, agora é quem vem o prato principal”. Segundo ele, o novo longa é “uma experiência visceral” que foi feita para ser vista na tela grande. “Vocês fizeram da Parte 1 um sucesso e é por vocês que estamos aqui”, agradeceu aos fãs.

O público, que já gritava quando os nomes dos atores aparecia na tela, ampliou ainda mais os decibéis no auditório quando o elenco entrou e fez pose em plataformas elevadas. “Obrigado!”, arriscou Chalamet, protagonista do filme, em português. “Estou agradecida, foi uma recepção calorosa e bonita”, avaliou Zendaya, que, assim como o colega, mal conseguia abrir a boca sem que a plateia voltasse a berrar.

Entrando no elenco na Parte 2, Austin Butler e Florence Pugh também foram ovacionados. No filme, ele fará o vilão de cabeça raspada Feyd-Rautha, enquanto ela viverá a princesa Irulan. “Meu Deus, isso é maravilhoso”, disse ele, surpreso com a recepção.

Em determinado momento, a apresentadora Aline Diniz teve que pedir ao público que parasse de jogar coisas no palco. Ela também ficou responsável por avisar à plateia que deveriam guardar os celulares porque seriam exibidas cenas exclusivas para os presentes. “Garota da primeira fileira, estou te vendo”, brincou com uma pessoa que não guardou o aparelho.

Na sequência, foram exibidos os 10 minutos iniciais do filme, seguidos por mais duas cenas. Uma de uma conversa íntima entre Paul (Chalamet) e Chani (Zendaya) e outra na qual o personagem do ator americano anda pela primeira vez em um verme gigante que habita as areias escaldantes do universo do filme.

Terminado o painel de “Duna 2”, uma pequena frustração para a plateia. A ideia é que o diretor Adam Wingard apresentasse o novo “Godzilla e Kong: O Novo Império”. No entanto, o americano, que veio ao Brasil para participar do evento, se sentiu mal e não compareceu. Ele gravou um vídeo explicando a ausência e disse que o Rio de Janeiro foi sua locação preferida no filme.

Os apresentadores pediram para a plateia cantar “Parabéns a Você” para mandarem o vídeo ao diretor, já que seu aniversário é neste domingo (3). Depois, foi exibido o primeiro trailer do filme, no qual foi possível ver que o filme vai introduzir um bebê Kong, filho de King Kong.

O anticlímax gerado pela ausência física de Wingard logo passou quando o último painel do Thunder foi anunciado: o de “Aquaman 2: O Reino Perdido”, para o qual vieram o diretor James Wan e os astros Jason Momoa, Patrick Wilson e Yahya Abdul-Mateen II. O público, que recebeu pequenos tridentes infláveis antes da entrada, levantou os artefatos e, claro, gritou bastante quando eles entraram.

Momoa lembrou que já esteve na primeira edição da CCXP, em 2014. “Passou-se muito tempo, acho que foram 10 anos. Estou muito feliz de estar aqui de volta”, comentou. Em determinado momento, o público começou a entoar o indefectível “lindo, tesão, bonito e gostosão”, traduzido para ele pela apresentadora. “Vocês estão me fazendo corar!”, brincou o ator.

Wilson e Abdul-Mateen também foram bastante assediados. “Tenho a impressão de que aqui também tem alguns fãs do gênero de terror”, disse o primeiro quando ouviu parte da plateia gritando “Patrick! Patrick! Patrick!”. Já o segundo disse mostrou o que aprendeu de português com a frase “faz barulho aí, gente”. Foi quando a apresentadora resolveu intervir: “Se você pedir, eles vão continuar gritando, podemos passar os 45 minutos assim (risos)”.

Foram mostradas algumas cenas do filme, na qual o protagonista Arthur Curry aparece com um bebê, seu filho, e depois lutando ao lado da rainha Atlanna (Nicole Kidman) contra o personagem Arraia Negra (Abdul-Mateen). Ao perceber que o vilão está mais forte do que nunca, ele resolve resgatar o irmão, Orm, contra quem lutou no primeiro filme, para ajudá-lo a derrotar o vilão.

Antes de terminar, ainda houve tempo para uma piada um tanto obscena no palco. Aline Diniz observou que Patrick Wilson era o único dos três atores que não tinha um tritão. “Jason quebrou o meu no primeiro filme, e não me deram um novo”, explicou.

A apresentadora, então, deu um dos infláveis da plateia para ele para a foto final. Primeiro, o ator segurou o artefato ao contrário. Ao perceber que parecia um objeto fálico e que seus colegas tinham tritões bem maiores que o dele, brincou: “Tamanho não é documento (risos)”.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.