Carros elétricos no Brasil: Mercedes EQS é vitrine tecnológica da marca alemã

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – As telas que se espalham pelo painel do Mercedes EQS 53 dão um ar futurista à cabine deste Mercedes. O objetivo da marca é exibir todas as tecnologias disponíveis em sua linha de carros elétricos.

Com dois motores –um em cada eixo– o sedã grande tem 658 cv e pode chegar aos 100 km/h em menos de quatro segundos, de acordo com as medições feitas pelo Instituto Mauá de Tecnologia.

Veja os resultados dos testes de desempenho e consumo feitos pela Folha de S.Paulo em parceria com o IMT (Instituto Mauá de Tecnologia).

MERCEDES EQS 53 4MATIC

Preço: R$ 1,4 milhão (fevereiro/2024)

Motor: Dois elétricos, dianteiro e traseiro

Potência: 658 cv

Torque: 96,9 kgfm

Transmissão: câmbio de marcha única

Bateria: íon-lítio, 108,4 kWh

Pneus: 275/40 R21

Peso: 2.655 kg

Porta-malas: 580 litros

Comprimento: 5,22 m

Largura: 1,93 m

Altura: 1,51 m

Entre-eixos: 3,21 m

Aceleração (0 a 100 km/h, em segundos): 3,3

Retomada (80 km/h a 120 km/h, em segundos): 2

Consumo urbano (kW/100 km): 29,4

Consumo rodoviário (kW/100 km): 33,1

COMO SÃO FEITOS OS TESTES

Para aferir o desempenho dos carros, o Instituto Mauá de Tecnologia utiliza o V-Box, equipamento que usa sinal de GPS. Os testes de aceleração e retomada são feitos na pista da empresa ZF, em Limeira (interior de São Paulo).

A etapa que verifica o consumo na cidade tem 27 km. Para simular um percurso rodoviário a 90 km/h, os pilotos de teste dirigem por 31 km.

Ambos os trajetos ficam em São Caetano do Sul (ABC), onde está a sede do instituto. O consumo de modelos elétricos é medido por meio do carregador instalado no IMT. O teste calcula o gasto para rodar 100 km nos modos urbano e rodoviário.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.