Carlinhos chega ao Flamengo, lembra carreira e admite

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – O atacante Carlinhos foi apresentado nesta sexta-feira (12) (12), no CT Ninho do Urubu. O jogador, que estava no vice-campeão carioca Nova Iguaçu, respondeu sobre a nova oportunidade em um clube de maior investimento, após surgir no Corinthians.

“Eu não tinha a maturidade que eu tenho hoje, era muito jovem. Tudo aconteceu muito rápido na minha vida e eu não tinha maturidade o suficiente para chegar onde estou nesta sexta-feira (12). Creio que estou preparado para viver esse momento, esquecer o passado e apresentar um novo Carlinhos. nesta sexta-feira (12) o Carlinhos é do Flamengo”, disse o atacante.

O QUE ACONTECEU

Carlinhos fez base no Corinthians e surgiu no profissional em 2017. Ele, porém, não conseguiu se firmar e ter sequência no clube.

Desde então, passou por diversos clubes de menor investimento. O atacante esteve no Oeste, Atibaia, Marcílio Dias, Santos André, São Caetano e Audax-Rio, dentre outros.

Carlinhos tem 27 anos e assinou contrato até o fim de 2026. Ele se destacou no Carioca pelo Nova Iguaçu, e chega em momento que Gabigol está suspenso por tentativa de fraudar exame antidoping.

“Tudo tem aprendizado e tempo determinado. Foi um tempo que tive de amadurecer, aprender que as coisas não são do jeito que a gente quer. Esperei o tempo de Deus chegar à minha vida”, disse.

O QUE MAIS ELE DISSE?

Chegada ao Flamengo

“Agradecer a deus por esse privilégio de me colocar no flamengo, clube que sempre sonhei em estar. é sempre ganhar títulos. onde o flamengo joga, esse é o primeiro objetivo. se deus quiser, vamos conquistar títulos”

Estreia

“Sobre a estreia, estou ansioso. Não tem como esconder. Como falei, é um sonho. Estou querendo ajudar meus companheiros em campo e ao Flamengo para sair com vitórias”

Pressão por ter se destacado no Carioca

“Vai ser uma nova etapa na minha vida. O Nova Iguaçu ficou para trás, com a minha sincera gratidão, mas nesta sexta-feira (12) estou focado no Flamengo. Sei que o Flamengp e´uma grande equipe, que sempre tem cobranças. É trabalhar para estar sempre em boa forma para corresponder às expectativas”

Posição que gosta de atuar

“Eu fiz algumas posições na base. Comecei no Novorizontino como ponta. Como passei a fazer gols, me puxaram para o centroavante. Isso vai depender de como o professor vai querer utilizar, mas quero continuar como centroavante, que é o que eu sei fazer”.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.