Campeonato de futebol terá novo VAR com desafios à la vôlei e NBA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A Copa do Mundo feminina sub-20 terá um VAR com novo nome e desafios dos técnicos.

O VAR (Árbitro Assistente de Vídeo, em inglês) se chamará FVS (Apoio de Vídeo no Futebol).

A cabine não será operada por um árbitro de vídeo. Portanto, não haverá interferência e comunicação direta entre as pessoas da cabine e o árbitro de campo.

As revisões serão feitas após os técnicos dos times desafiarem decisões da arbitragem. Cada treinador terá um número limitado de desafios —ainda não informado— que poderá utilizar a qualquer momento para questionar o árbitro de campo. Após o técnico desafiar um lance, o juiz irá até o monitor fazer a revisão através de imagens das câmeras colocadas no estádio.

A Fifa não divulgou quais decisões da arbitragem poderão ser desafiadas pelos técnicos, como mão na bola ou impedimento, por exemplo. A entidade não deu um prazo para isso.

Este modelo de desafios já é usado em grandes ligas de outras modalidades como, por exemplo, NFL (futebol americano) e NBA (basquete). O vôlei e o tênis são outras modalidades que utilizam sistemas de desafios.

“O sistema de vídeo é uma resposta ao pedido de fornecer ao futebol uma tecnologia mais acessível que possa ser implementada em competições com um orçamento limitado”, afirma Pierluigi Collina, presidente da Comissão de Árbitros da Fifa.

A Copa do Mundo feminina sub-20 será disputada entre os dias 31 de agosto e 22 de setembro deste ano. O Brasil está no grupo B, ao lado de França, Canadá e Fiji.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.