Calor assusta, seleção muda horário e treino de hoje só deve acabar amanhã

LAS VEGAS, EUA, E RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – A seleção brasileira comunicou terça-feira (25), já perto da meia-noite de Las Vegas (EUA), a mudança do horário do treino por causa do calor. O trabalho passou do fim da tarde para o início da noite. No horário de Brasília, a atividade começa às 23h e só deve terminar já na madrugada da quinta-feira.

A seleção chegou a anunciar o treino para o mesmo horário que vinha utilizando em Orlando e Los Angeles. O time de Dorival sempre treinava no fim da tarde, às 17h30 do horário local, já que nos Estados Unidos, nesta época do ano, começa a escurecer a partir das 20h.

A mudança se deu por causa do calor. A temperatura chegou a ter picos de 42º C na última terça-feira (25), dia que a seleção chegou à cidade.

O jogo ocorre no climatizado Allegiant Stadium, mas a seleção treina a céu aberto no Bettye Wilson Soccer Complex.

O calor já era uma preocupação brasileira desde o início e a CBF tomou duas atitudes principais nesse sentido: a primeira foi a preparação ser toda feita em Orlando, onde os jogadores já poderiam acostumar com o calor que também é forte na cidade, e a segunda foi um equipamento adquirido para medir a hidratação dos atletas coletando a saliva.

De acordo com as medições via saliva na véspera do jogo, no dia do jogo e no dia pós-jogo, a seleção produz um tratamento individual para reidratação do atleta.

A Conmebol tem preocupação com o calor excessivo desde começou a preparar a Copa América nos EUA e protocolos foram criados. A entidade definiu a temperatura do globo de bulbo úmido (WBGT) como medida oficial para determinar a implementação da parada técnica.

No regulamento, a paralisação seria aplicada em temperaturas acima de 32ºC nessa medição. A WBGT leva em conta o efeito da temperatura, a umidade, velocidade do vento e radiação visível e infravermelha no campo de jogo.

O episódio do desmaio do assistente Humberto Noel Panjoj Chitay (Guatemala) na partida entre Canadá e Peru se deu por desidratação. Ele foi encaminhado a um hospital e já recebeu alta.

O estádio da partida entre Canadá e Peru, o Children’s Mercy Park, não recebe mais jogos da competição. O Arrowhead Stadium, casa dos Chiefs, é o outro estádio da cidade e recebe a partida entre EUA e Uruguai no dia 1º de julho.

Outro protocolo da entidade é contra o Golpe de Calor por Esforço, uma condição grave que pode acometer jogadores por esforço físico excessivo em um ambiente muito quente. A Conmebol determinou sete medidas preventivas e quatro respostas de emergência.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.