Bruce Dickinson pede que Lula derrube taxas de conveniência para shows

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O músico Bruce Dickinson está desgostoso com as taxas de conveniência que são cobradas do público brasileiro para shows. O vocalista do Iron Maiden expressou indignação com os valores dos ingressos vendidos online durante sua passagem pela CCXP, na última quinta-feira (30).

“Ingressos no Brasil são malucos, é o único lugar em que você tem que pagar a mais se você compra na internet”, disse o cantor, que ainda pediu para que o presidente Lula se movimentasse para reparar o problema. “Lula, faça alguma coisa!”

Dickinson ainda discutiu no palco do evento a possibilidade de gravar um clipe de música no país. “Ainda vou gravar outros vídeos. Estaremos aqui em abril, talvez eu grave um no Brasil.”

O cantor esteve no evento para divulgar o novo álbum de sua carreira individual, “The Mandrake Project”. Além de novas faixas, a obra acompanha uma HQ sobre a história de um personagem que permeia as canções, o Doutor Necropolis.

No Brasil, as taxas de compra de ingresso online hoje chegam a subir o preço original em até 20%.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.