Brasil empata com a Colômbia e vai encarar o Uruguai nas quartas de final da Copa América

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A seleção brasileira terminou a primeira fase da Copa América 2024 com apenas uma vitória, além de dois empates, um deles nesta terça-feira (2) com a Colômbia, por 1 a 1, resultado que deixou os brasileiros com a segunda posição do Grupo D.

Depois de sair na frente e ceder a igualdade para o adversário, o Brasil terá pela frente um caminho ainda mais difícil na competição. No sábado (6), vai enfrentar o Uruguai, líder do Grupo C, pelas quartas de final. A partida será às 22h (horário de Brasília), em Las Vegas, nos Estados Unidos.

No último encontro entre brasileiros e uruguaios, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026, a equipe celeste venceu por 2 a 0, jogando em casa, no dia 17 de outubro de 2023.

A Colômbia, por sua vez, ficou com a primeira colocação da chave e vai enfrentar o Panamá, também no sábado, mais cedo, às 19h (de Brasília), em Glendale.

No outro lado do chaveamento, os confrontos das quartas serão entre Argentina x Equador, na quinta-feira (4) e Venezuela x Canadá, na sexta-feira (5).

Depois de uma estreia frustrante no campeonato realizado nos Estados Unidos, com um empate sem gols com a Costa Rica, a equipe comandada por Dorival Júnior reagiu na última rodada, ao derrotar o Paraguai por 4 a 1, e teve um bom começo contra os colombianos, indicando que poderia sair com o triunfo, mas a postura não durou muito.

No Levi’s Stadium, em Santa Clara, na Califórnia, a equipe verde-amarela abriu o placar a partir da quebra de um longo jejum. Aos 12 minutos, Raphinha colocou a bola na rede em uma cobrança de falta, algo que o Brasil não conseguia desde 19 de novembro de 2019, com Philippe Coutinho.

Jogadores como Neymar, Casemiro e o próprio Raphinha foram alguns dos que tiveram chances ao longo desse tempo para dar fim à seca. Titular na estreia e reserva contra os paraguaios, o camisa 11 foi a única novidade na escalação de Dorival para o duelo com a Colômbia.

Ainda na primeira etapa, James Rodriguez também teve chance de marcar de falta, mas o jogador do São Paulo acertou a trave -ele era um dos mais perigosos da Colômbia em campo, em mais uma atuação bem acima do que ele já apresentou pelo time paulista.

A Colômbia também teve um gol anulado, quando James cobrou falta e Sanchez cabeceou para o gol, mas em posição de impedimento, conforme verificado pelo VAR.

Já nos acréscimos, porém, o vizinho sul-americano conseguiu chegar ao empate com Muñoz, aos 47 minutos, quando o lateral direito recebeu uma bola livre de marcação, invadiu a área e finalizou forte.

Momentos antes, o Brasil havia reclamado de um pênalti do próprio Muñoz em Vinicius Júnior, porém o árbitro na sala do VAR não considerou faltosa a dividida de bola do brasileiro com o colombiano.

Com um resultado que favorecia seu objetivo de terminar a primeira fase em primeiro do grupo, a equipe colombiana voltou com um ímpeto diferente para o segundo tempo e passou a dominar as ações do jogo.

Embora não tenha criado poucas chances claras -assim como os brasileiros-, a Colômbia ficou a maior parte do tempo com a bola, no campo de ataque, tentando abrir a defesa do Brasil, que demonstrava um certo cansaço, o que acabou sendo determinante para o placar não se movimentar mais até o fim do jogo.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.