Batom vermelho é a principal tendência da próxima temporada, dizem maquiadores da SPFW

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Delineados gráficos, olhos com sombras coloridas e até blush em tons alaranjados despontaram nas passarelas do último São Paulo Fashion Week, maior evento de moda da América Latina que aconteceu de 9 a 14 de abril. Entrevistados pela Folha, maquiadores à frente de marcas participantes comentam tendências para a próxima estação.

Clássico e atemporal, o batom vermelho foi citado quase que como unanimidade. O item apareceu como a principal aposta para o outono/inverno entre os maquiadores entrevistados.

À frente da maquiagem da Amapo Jeans, que retornou às passarelas do evento neste ano e abordou, principalmente, a estética dos anos 2000, Ricardo dos Anjos acredita estarmos próximos do fim de movimentos estéticos como o clean girl —que vangloria, principalmente, a pele limpa e sem nada. “Vem caindo por terra já há umas duas temporadas. A maquiagem forte está voltando com força total”, afirma.

Uma das apostas dele para os próximos meses é o bom e velho batom vermelho. “Serve na boca, na bochecha, no olho. Esfumou e passou. Mais clarinho para o dia e mais forte para a noite”, completa.

Na mesma pegada, a maquiadora Katia Araujo cuidou da produção para os desfiles da Silvério e diz que a marca pensou em valorizar a beleza de cada modelo. Num desfile que revisitava o passado do estilista, quando ele ainda desenhava vestidos de noivas, a inspiração foram mulheres como Whitney Houston e Sade Adu.

Com dois tipos de maquiagem, a marca explorava dois extremos. A primeira, mais tradicional, tinha lábios vermelhos como os de Sade como referência, assim como as pálpebras levemente avermelhadas. “A gente brincou também com texturas matte para lábios e pele”, diz Araujo, apontando que a pele levemente seca, ou soft matte, somada ao contorno, tem potencial para melhor estruturar e iluminar o rosto.

O segundo estilo de maquiagem utilizado pela Silvério foi mais acinzentado, flertando com a estética messy girl. “Não foi exatamente onde a gente se inspirou, mas sim, com certeza, flerta com essa estética. E dá para dizer que pode ser tendência para a próxima temporada, mesmo”, afirmou.

Outra aposta da maquiadora é uma pele ainda radiante, mas com menos glow e um pouquinho mais matte. “Com pontos de radiância mais naturais, mas não como se um produto brilhante tivesse sido aplicado sobre essa pele”, completa Araujo.

Ao trabalhar as questões de gênero, a marca não tem muita distinção entre maquiagem para homem ou para mulher. “A maquiagem não tem gênero. Antigamente, a gente só usava corretivo nos modelos, mas hoje a gente sempre põe um pouco de pele, sombras e lábios vermelhos também nos meninos”, diz.

No mundo da moda —e fora dele— tem sido cada vez mais comum ver homens usando maquiagem. A LED, é uma das marcas que trabalha justamente com a proposta agênero. “A necessaire do homem hoje tem muito mais itens do que só um corretivo, tem hidratante, às vezes um brilhinho, e a gente tem trazido todas essas possibilidades para as passarelas”, diz Eri Nascimento, maquiador da grife no desfile.

Bonita, viçosa e com saúde, a proposta da marca foi tentar reproduzir a pele de alguém que namorou, como o próprio maquiador disse. Técnicas com pouca selagem, só em pontos específicos, e um olho bem iluminado, foram as principais utilizadas nos modelos.

No dia a dia, no entanto, ainda é possível acompanhar a mesma ideia. “Pode ser com o uso de um gloss, ou com um ponto de luz de iluminador, seja abaixo da sobrancelha ou no canto interno do olho”, completa Nascimento.

Para essa próxima temporada de outono/inverno, ele também aposta no tradicional batom vermelho para trazer um calor maior, como ele mesmo diz.

Com a proposta de valorizar a beleza de cada modelo, Jana Marques, maquiadora de Walério Araújo, acredita que os destaques da próxima estação serão olhos e boca em destaque. “A gente tá vindo muito com batom vermelho, que tem mais a ver com esse tempo mais fechadinho.”

A dica principal dela, entretanto, é no cuidado com a pele, o famoso skincare, para melhores resultados da maquiagem.

Maquiador da Dendezeiro, Gotan usou e abusou da make azul, no drama do contorno dos olhos, na expressividade, no destaque do olho e na boca como um referencial. “Esse foi o nosso foco, porque, de certa forma, a coleção toda, ela tem uma energia muito bucólica e melancólica”, diz.

Segundo ele, o tom foi usado também porque os olhos em destaque vão voltar com tudo. “É a aposta para mim, desses próximos seis meses. O que antes era só uma pele e olho nada, agora é ao contrário”.

Outra tendência da grife foi o uso de cílios para deixar os olhos com aspecto teatral. Para isso, foram usados também produtos líquidos. “Quando você usa uma base, o ideal é depositar a sombra por cima para selar e a pele ficar sempre intacta. E, assim, pode usar na passarela, mas também em um festival”, completa Gotan.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.