Artistas e políticos ficam entre ‘absurdo’ e ‘felicidade’ após votos do STF sobre maconha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Após nove anos de discussão, entre pausas e retomadas, o STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria para descriminalizar porte de maconha para uso pessoal nesta terça-feira (25).

Todos os ministros já votaram, mas o resultado do julgamento ainda vai ser proclamado nesta quarta-feira (26), segundo o presidente da corte, ministro Luís Roberto Barroso.

Em reação ao julgamento, políticos e artistas foram às redes sociais. Alguns deles defendem que o novo entendimento é um avanço, enquanto outros apontam que a medida ultrapassa o alcance do Supremo.

Um dos que comemoraram a decisão do Supremo foi o músico Marcelo D2. Ele publicou um trecho de “Queimando Tudo”, sucesso do Planet Hemp.

A deputada federal Erika Hilton (PSOL) afirmou que e considera a decisão do tribunal correta. “Apesar de ainda estarmos distantes das políticas de drogas de sucesso, como a legalização da maconha, que já existem em diversos países do mundo”, disse a parlamentar.

O influencer Whindersson Nunes brincou com a notícia: “mil felicidades”

O termo descriminalização também gerou confusão. O músico MC Hariel pediu uma explicação sobre o tema: “Alguém que entende pode explicar por favor o que quer dizer descriminalização da maconha?”

“Um absurdo uma decisão dessa ser tomada pelo poder judiciário e não pela Casa do povo que foi ELEITA para isso”, afirmou o deputado estadual de SP Tomé Abduch.

Deputada Federal por Santa Catarina (PL), Júlia Zanatta defendeu que a medida “é uma grande afronta ao brasileiro de bem”.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.