Após bater os R$ 5,46, dólar abre em queda nesta sexta

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O dólar abriu em queda nesta sexta-feira (21), após ter fechado em seu maior valor nominal desde julho de 2022 (R$ 5,46) na sessão anterior. Às 10h45, a moeda americana recua 0,22%, a R$ 5,4485.

O câmbio caminha para a sua quinta semana consecutiva de alta, com ganho de 1,20% nos últimos cinco pregões.

Nesta sexta, o mercado acompanha novos números sobre o setor de serviços dos Estados Unidos, em busca de mais informações sobre a economia americana para alinhar apostas de quando os juros começarão a cair no país.

O Ibovespa opera em alta de 0,32%, a 120.841 pontos. Já nos EUA, os principais índices têm queda. O S&P 500 recua 0,30%, o Nasdaq, 0,21% e o Dow Jones, 0,16%.

Na quinta (20), depois de começar o dia em queda firme, o dólar virou e fechou em alta de 0,35%, cotado a R$ 5,46, atingindo seu o maior valor nominal no atual governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Mais cedo, a moeda americana havia chegado a R$ 5,385 na mínima do dia, em meio ao otimismo com a decisão unânime do Copom (Comitê de Política Monetária) de manter a Selic (taxa básica de juros) em 10,5% ao ano. Mas críticas do presidente da República ao colegiado do Banco Central e uma piora no ambiente externo fizeram a divisa subir.

“A decisão do Banco Central foi investir no sistema financeiro, nos especuladores que ganham dinheiro com os juros. E nós queremos investir na produção”, disse Lula, em entrevista à rádio Verdinha, de Fortaleza (CE).

Na Bolsa, houve um movimento parecido: o Ibovespa começou o dia em forte alta e ultrapassou os 121.500 pontos na máxima, mas desacelerou e voltou ao patamar dos 120 mil. No fim, fechou em alta de 0,15%, aos 120.445 pontos.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.