Absoluto na Áustria, Max Verstappen faz a pole e Lando Norris é segundo

(UOL/FOLHAPRESS) – Em seu melhor fim de semana desde abril, Max Verstappen mais uma vez esteve imbatível e fez a pole position para o GP da Áustria. O holandês já havia saído na frente na sprint, venceu a corrida curta e vem celebrando como a Red Bull voltou a estar bem equilibrada desde a primeira volta no Red Bull Ring, depois de várias provas em sequências nas quais eles tiveram que trabalhar muito na configuração do carro para andar na frente.

“Fazia um tempo que a gente não estava na pole. A equipe está trabalhando duro e acho que isso é uma grande demonstração desse trabalho. Não quero falar muito sobre a corrida, mas tomara que isso também se traduza no ritmo de corrida”, disse Verstappen, que não largada da pole desde o GP da Emilia Romagna, quatro corridas atrás.

Assim como havia acontecido na classificação da sprint, foram as McLaren que mais se aproximaram de Verstappen. Lando Norris foi o segundo e Oscar Piastri fez o terceiro tempo, mas teve a volta deletada e vai largar em sétimo. George Russell ficou com o terceiro posto. A largada do GP da Áustria será às 10h da manhã, pelo horário de Brasília.

Another angle #F1 #AustrianGP pic.twitter.com/ldIPkOOIBR

Norris lembrou que a McLaren costuma ser melhor nas corridas do que nas classificações, e tem cuidado bem de seus pneus. Isso será muito importante na corrida porque a expectativa é de temperaturas chegando a 30ºC ambiente e perto de 50ºC na pista.

Q1: ASTON MARTIN DE MAL A PIOR

Ao contrário do que aconteceu nas três sessões da definição do grid para a sprint, Verstappen não foi o mais rápido no início da classificação: Sainz foi o mais rápido com o primeiro jogo de pneus, Piastri foi o segundo e o holandês foi o terceiro. Todos, no mesmo décimo de segundo. Isso deu a tranquilidade para os três economizarem um jogo de pneus e não voltarem para a pista.

Perez, por sua vez, conseguiu apenas um 12º lugar no Q1 mesmo usando dois jogos de pneus. E as Aston Martin caíram ainda mais em relação à classificação da sprint, quando ambos os pilotos foram eliminados no Q2: Lance Stroll, que foi décimo na sprint, ficou com o 17º lugar no grid e Fernando Alonso se salvou da eliminação por meio décimo.

Junto de Stroll, foram eliminadas as duas Williams e as duas Sauber.

Q2: GASLY É ELIMINADO E RICCIARDO FICA A 15 MILÉSIMOS DO TOP 10

Na segunda parte da classificação, Verstappen mostrou seu ritmo e foi o único a chegar a 1min04 logo de cara, aumentando o ritmo para chegar com tudo para a definição da pole position. Ele nem precisava, mas voltou à pista e melhorou seu tempo.

As McLaren decidiram ir para a pista na segunda tentativa com pneus usados, e acabaram não figurando entre os primeiros, mesmo tendo se garantido no Q3. Sainz foi o segundo mais rápido, Russell foi o terceiro e Hamilton, que não tem estado feliz com o equilíbrio de seu carro, o quarto.

As duas RB, que foram eliminadas no Q1 na classificação da sprint, desta vez conseguiram chegar ao Q2 e ficaram com a 11ª posição com Daniel Ricciardo (que não entrou no Q3 por 15 milésimos) e 14ª com Yuki Tsunoda. Kevin Magnussen também ficou pelo caminho, invertendo o que vinha acontecendo até aqui e sendo mais lento que o companheiro Nico Hulkenberg, que entrou no Q3.

Uma surpresa foi a eliminação de Pierre Gasly, 13º, enquanto o companheiro Esteban Ocon ficou entre os 10 mais rápidos.

Q3: VERSTAPPEN UM PASSO ADIANTE DOS DEMAIS

Quando Max Verstappen venceu a sprint, ele disse que ainda havia coisas a melhorar, lembrando que agora as equipes podem mexer na configuração dos carros entre a sprint e a classificação. Dito e feito. Ele esteve muito mais forte no Q2 e também no Q3, conseguindo logo na sua primeira tentativa mais de 0s3 de vantagem na pista mais curta do campeonato em termos de tempo de volta.

Com pneus novos, Norris voltou a figurar entre os primeiros, fechando a primeira tentativa com o segundo tempo, à frente de Russell e do companheiro Piastri.

Como vinha sendo a tendência desde a classificação para a sprint, as Ferrari estavam mais atrás. Ambos os pilotos voltaram a sofrer com os saltos nas curvas rápidas, algo que reapareceu com mais força depois que o time introduziu um novo assoalho na última corrida. Eles têm perdido muito nas curvas rápidas, que fazem muita diferença na Áustria no segundo e terceiro setores.

Essa, inclusive, é a grande vantagem da Red Bull neste fim de semana, embora Sergio Perez não esteja conseguindo aproveitar esse desempenho: por toda a classificação, ele foi o mais lento dos pilotos das quatro primeiras equipes.

Nas segundas tentativas, com os pilotos forçando o máximo, Verstappen conseguiu abaixar seu tempo, Norris não teve como responder, e Piastri acabou saindo da pista por muito pouco, tendo seu tempo deletado. Ele tinha superado Norris com essa volta. Com isso, Russell ficou com o terceiro lugar, mas admitiu que sua disputa na corrida é com as Ferrari.

Sainz larga ao lado de Russell, em quarto, enquanto a outra Mercedes e a outra Ferrari, de Hamilton e Leclerc, que saiu da pista em sua última tentativa, dividem a terceira fila.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.