Abel Ferreira rebate críticas e emplaca promessas no Palmeiras

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A base do Palmeiras está cada vez mais em alta. Na vitória no clássico contra o Corinthians, Abel Ferreira utilizou oito Crias da Academia de Futebol, e duas delas marcaram os gols do jogo (Fabinho e Vitor Reis).

O técnico português convive com críticas por demorar a lançar os jovens que se destacam na base —como Endrick, Estêvão e Luis Guilherme—, mas os números mostram que Abel gosta de dar chances às crias palmeirenses.

“O Palmeiras tem base há muitos anos, só é preciso coragem para apostar na base. O trabalho da base é muito bom e depois é preciso subir para o principal e ter coragem para apostar. Me obrigam a ganhar. Se não ganho, é professor pardal”, disse Abel, após a vitória no clássico contra o Corinthians.

BASE NA ERA ABEL FERREIRA

Abel Ferreira lançou 26 jogadores na equipe principal do Palmeiras: Garcia, Lucas Sena, Henri, Lucas Freitas, Michel, Naves, Vitor Reis, Ian, Vanderlan, Fabinho, Jhon Jhon, Kauan Santos, Luis Guilherme, Pedro Bicalho, Pedro Lima, Yago Santos, Aníbal, Endrick, Estêvão, Fabrício, Giovani, Kevin, Marcelinho, Newton, Pedro Acácio e Vitinho.

Oito desses 26 seguem no atual elenco: Garcia, Michel, Naves, Vitor Reis, Vanderlan, Fabinho, Jhon Jhon e Estêvão estão à disposição de Abel.

Sete nomes já foram negociados e, somados, já renderam ao Palmeiras mais de R$ 900 milhões.

– Kauan Santos: vendido ao Shabab Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, por R$ 10 milhões

– Luis Guilherme: vendido ao West Ham por 30 milhões de euros (R$ 182 milhões), 23 fixos e 7 em variáveis

– Endrick: vendido ao Real Madrid por 35 milhões de euros (R$ 212 milhões), + 25 milhões em variáveis

– Estêvâo: vendido ao Chelsea por 61,5 milhões de euros (R$ 373 milhões), 45 fixos e 16,5 milhões em metas (deixa o Palmeiras após o Mundial de Clubes de 2025)

– Giovani: vendido ao Al Sadd por 9 milhões de euros (R$ 54 milhões)

– Kevin: vendido ao Shakhtar Donetsk por 12 milhões de euros (R$ 72,9 milhões)

– Pedro Bicalho: negociado com o Alverca, da terceira divisão de Portugal

– O técnico prepara a estreia de mais dois nomes: o meio-campista Patrick, autor do gol do título da Copinha em 2023, e Luighi, atacante do sub-20 que gera muita expectativa.

No total, são 38 atletas da base utilizados na era Abel Ferreira — entre os que ficaram, os que já deixaram o clube e os lançados antes do treinador chegar. Nomes como Henri, Lucas Freitas, Ian, Pedro Lima foram reemprestados na expectativa de serem negociados ou evoluírem em outro clube.

Outra estratégia da diretoria palmeirense é liberar atletas em final de vínculo mantendo porcentagem dos direitos econômicos. O melhor exemplo recente disso é do meio-campista Breno, ex-América-MG. O atleta se formou na base palestrina, mas ganhou destaque no profissional do América-MG.

O Alviverde tinha 40% do passe do jogador e lucrou quase R$ 6 milhões com sua venda para o Shabab Al Ahli no início da temporada.

*

USO DA BASE POR TEMPORADA

2020-21 (14): Vinicius Silvestre, Renan, Lucas Esteves, Vanderlan, Danilo, Gabriel Menino, Patrick de Paula, Aníbal, Fabrício, Gabriel Silva, Gabriel Veron, Marcelinho, Pedro Acácio e Wesley.

2021 (27): Vinicius Silvestre, Garcia, Lucas Sena, Henri, Lucas Freitas, Michel, Naves, Renan, Lucas Esteves, Vanderlan, Victor Luis, Danilo, Fabinho, Gabriel Menino, Jhon Jhon, Patrick de Paula, Pedro Bicalho, Yago Santos, Gabriel Silva, Gabriel Veron, Giovani, Kevin, Marcelinho, Newton, Rafael Elias, Vitinho e Wesley.

2022 (16): Vinicius Silvestre, Garcia, Naves, Renan, Vanderlan, Danilo, Fabinho, Gabriel Menino, Jhon Jhon, Patrick de Paula, Pedro Bicalho, Endrick, Gabriel Silva, Gabriel Veron, Giovani e Wesley.

2023 (14): Garcia, Naves, Ian, Vanderlan, Fabinho, Gabriel Menino, Jhon Jhon, Kauan Santos, Luis Guilherme, Pedro Lima, Artur, Endrick, Estêvão e Giovani.

2024 (10): Garcia, Naves, Vitor Reis, Vanderlan, Fabinho, Gabriel Menino, Jhon Jhon, Luis Guilherme, Endrick e Estêvão.

Compartilhe: